O pedido de concurso INSS, em análise do Planejamento, teve nove movimentações em um dia, aumentando a expectativa de autorização.

O pedido de concurso INSS teve novos avanços! Somente na última terça-feira, 7, foram nove movimentações na solicitação, que passou por setores como Legislação e Provimento de Pessoas, Divisão de Concursos Públicos, Coordenação Geral de Concursos e Provimento de Pessoal e gabinete do secretário de Gestão de Pessoas, Augusto Akira Chiba. Atualmente o pedido encontra-se na Coordenação Geral de Concursos.

Na última semana, o pedido também teve avanços passando por setores importantes, como a Secretaria Executiva. As movimentações aumentam as expectativas para a autorização do concurso INSS. Os avanços acontecem logo depois do prazo de validade da seleção do INSS de 2015 ter terminado (no último domingo, 5). Sem um concurso válido, a autorização para novo edital é a única solução para o governo resolver o grave déficit de pessoal que vive o INSS.

Se a solicitação de concurso INSS for atendida na íntegra, serão oferecidas 7.888 vagas para cargos de níveis médio e superior, sendo 3.984 para técnico (nível médio), 1.692 para analistas (superior) e para peritos (graduados em Medicina) 2.212.

Recentemente, a reportagem da FOLHA DIRIGIDA procurou o órgão para saber as expectativas sobre a autorização. O INSS se mostra otimista, tendo em vista que todos os pedidos de concursos anteriores do órgão foram contemplados. O instituto destaca, porém, que o pedido está sob análise do Ministério do Planejamento, sem que a pasta precise uma data para resposta ou até mesmo para uma autorização.

Déficit no INSS ultrapassa os 16 mil

O déficit no Instituto Nacional do Seguro Social ultrapassa os 16 mil servidores. Essa situação deverá se agravar em um futuro próximo. Isto porque estão previstas 11.556 aposentadorias, considerando apenas os cargos de técnicos e analistas. De acordo com o INSS, nos últimos seis anos, 7.614 técnicos deixaram o órgão, sendo 1.840 apenas em 2018.

Uma paralisação de 24 horas dos profissionais está marcada para esta quinta-feira, 9, pela Fenasps. A federação também aprovou discussão nas assembleias estaduais de greve por tempo indeterminado a partir de 5 de setembro. O motivo é a falta de servidores.

Esta é mais uma forma de os sindicalistas pressionarem o governo por contratações no instituto. Segundo a Fenasps, os dados de déficit de pessoal e previsão de aposentadorias mostram que, se não abrir concurso público, o INSS pode sofrer um apagão em 2019.

Salários do INSS podem chegar a 12 mil

Os salários oferecidos aos servidores do INSS são um dos atrativos do concurso. Para o técnico, única função de nível médio, a remuneração é de R$5186,79 e o pedido para 3.984 vagas.

O rendimento mais alto é para perito, que oferece remuneração de R$12.683,79 e tem exigência de nível superior. Para o cargo, estão pedidas 2.212 vagas pedidas. Para a função de analista, também de nível superior, os ganhos são de R$7.659,87 e a solicitação de vagas de 1.692.

Em todos os valores já está somado o auxílio-alimentação de R$458. Os servidores do INSS são contratados pelo regime estatutário, que garante a sonhada estabilidade.

 

Matricule-se já: https://bit.ly/2NNBvna

 

Por: Folha Dirigida