Dia do trabalhador!

Você conhece os motivos pelos quais os brasileiros que foram aprovados em um concurso público têm muito a comemorar no dia do trabalhador? Selecionamos 6 Motivos para o servidor público comemorar o “Dia do Trabalhador” feliz! Confere 🙂

Resultado de imagem para gif workaholic

 

1.O salario dos servidores públicos são consideravelmente superiores aos da iniciativa privada

Em primeiro lugar, o salário – o trabalhador, servidor público federal ganha no Brasil 67% a mais do que um empregado no setor privado em função semelhante, com a mesma formação e experiência profissional. Além disso, também recebe o chamado “prêmio salarial” do funcionalismo brasileiro, é o mais alto numa amostra de 53 países pesquisados pelo Banco Mundial.

Os servidores estaduais também têm salários mais altos. A diferença é de 31% em relação aos trabalhadores da inciativa privada – patamar muito alto comparado a países semelhantes da região e ao nível da renda per capita. A média internacional do prêmio salarial dos servidores é de 16%. Tá aí, um grande motivo para comemorar em grande estilo o dia do trabalhador.

2. Benefícios fantásticos dos servidores públicos

2.1.  Auxílio pré-escola e alimentação até para servidores que ganham acima de R$ 30 mil

Mais notável: licenças remuneradas, creches, incentivos para estudos e diversos outros.

Auxílio-Natalidade – O auxílio-natalidade é devido ao servidor(a) por motivo de nascimento de filho(a), em quantia equivalente ao menor vencimento do Serviço Público Federal vigente na data do nascimento.O auxílio somente será pago ao cônjuge ou companheiro servidor público, quando a parturiente não for servidora pública FEDERAL. O auxílio-natalidade destina-se a auxiliar nas despesas do parto e outras despesas resultantes do nascimento de filhos, inclusive natimorto. Valor do benefício – O valor do benefício é alterado anualmente. De acordo com a PORTARIA Nº 6, DE 16 DE JANEIRO DE 2017, atualmente o valor é de R$ 659,25.
2.3. Bônus de eficiência para carreiras que têm demanda de trabalho fixa.

Abono Permanência – Benefício em pecúnia equivalente ao valor descontado ao Plano de Seguridade Social – PSS, concedido ao servidor que, tendo preenchido todos os requisitos para aposentadoria, prevista na legislação pertinente, manifeste opção de permanecer em atividade. Neste benefício o servidor recebe de volta a contribuição previdenciária que pagaria (entre 11 e 14% do salário).

3.Estabilidade do serviço público

A estabilidade, é um item especialmente relevante nas comemorações dos servidores públicos no dia do trabalhador.

Após tomar posse e preencher os pré-requisitos do cargo em questão, têm estabilidade. Só podem ser demitidos após um processo disciplinar. O desligamento ocorre se for comprovada alguma infração grave, como abandonar o trabalho ou receber propina.

O servidor tem direito a ampla defesa, a decisão é tomada por um comitê disciplinar e ao final do processo ele pode recorrer à Justiça.

A estabilidade é um direito dos servidores garantido na Constituição de 1988. O objetivo é evitar que os funcionários sejam demitidos sempre que um novo governante é eleito.

Além disso, visa proteger os servidores de represálias e garantir que a máquina do Estado funcione de maneira constante. É adotado, em maior ou menor escala, na maioria dos países.

Estabilidade significa poder trabalhar sem o medo de ser demitido à qualquer momento.

Significa poder fazer planos como férias, compra de bens etc., sobretudo, significa poder dar condições de vida seguras para sua família.

4.  Aposentadoria integral

O servidor pode escolher seu nível de contribuição para a aposentadoria futura, passando a parcela a ser descontada diretamente de seus vencimentos.

Assim, o trabalhador poderá receber, durante sua aposentadoria, praticamente a mesma renda que recebia quando em atividade, retirados alguns auxílios e benefícios adicionais.

Dessa forma, será viável manter praticamente intacta a qualidade de vida de quando estava trabalhando.

5.  Jornada de trabalho fixa

Outro ponto bastante positivo é que, muito dificilmente, será preciso trabalhar depois do expediente. Pois, os servidores têm suas jornadas previamente fixadas pelo órgão público em que trabalham.

Assim, contam com horas determinadas tanto para iniciar como para terminar seu trabalho, além de um intervalo certo para o almoço.

6.  Desnecessidade de experiência prévia

O velho problema cíclico do setor privado é deixado de lado no funcionalismo público, já que é comum que as empresas peçam que os candidatos apresentem 2 ou 3 anos de experiência anterior.

Mas e as pessoas recém-formadas, que não conseguem edificar tal nível de conhecimento e prática? A iniciativa privada não costuma abrir suas portas com facilidade nesses casos.

Já os cargos públicos têm enorme abrangência, oferecendo chances de crescimento em uma carreira promissora, bastando, para isso, passar pelo processo seletivo com sucesso.

Eu quero receber informações sobre os próximos concursos!